quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Voltando a praticar...

Depois de muito tempo, volto a desenhar. É triste que não consiga desenhar tanto como antigamente, talvez pelos vários problemas pessoais que tive nos últimos anos. Entretanto penso e quero voltar com força total em 2016, farei de tudo para isso.

Vejamos um desenho que fiz com caneta comum verde no final do ano passado:

Tentando mudar um pouco meu traço com detalhes realistas.

Minha personagem Tanaojin feita de forma um pouco diferente de costumo fazer. Apesar de forma alguma negar a influência dos traços dos desenhos japoneses (Anime/Mangá), estou querendo criar um traço mais realístico, um traço mais pessoal.

Não sei se estou conseguindo, mas estou tentando. O problema do meu traço é que fico muito tempo sem desenhar e isso faz com que atrofie ou mude com o passar dos anos. Lembro-me que em 2004, quando estava desenhando muito, vi que nele existia uma certa evolução. Quero recuperar esse espírito que tinha naquela época.

Aqui o desenho terminado:

O desenho finalizado com algumas poucas diferenças.

Nele eu coloquei alguns destalhes de sombreamento no busto para demostrar volume. Minha personagem tem peitos grandes, entretanto queria que ficasse algo mais real, diferente de outras fases. Não ficou muito bom... mas vale como exercício. No geral eu gostei do trabalho e fiquei com vontade de continuar. Até o próximo desenho.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Desventuras Cibernéticas

Depois de muito tempo volto a escrever aqui. E venho trazendo mais uma parte das Desventuras (projeto não tomou a forma além das ideias): Cibernéticas.
 

Junto com a Escolares e a Religiosas, será uma trilogia. Eu ainda não sei se farei um site, outro blog ou postarei aqui mesmo. Só sei que as histórias serão páginas publicadas e depois compiladas, acho mais prático nos dias de hoje. Algo parecido com os folhetins que eram publicados nos jornais no final do Séc. XIX.

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Desventuras Religiosas

A segunda parte das Desventuras será no choque de costumes: a diferencia entre o sagrado e o profano, o espiritual e material, a fé e o ceticismo. Ao tão em voga hoje em dia. Afinal, quem está certo? A pessoa que acredita num Ser Superior ou aquele que diz que somos frutos do acaso? E é nessa questões que rola o trama dessa Desventuras.


Infelizmente não sei ainda quando poderei começar, mas assim que tiver bem disposto e com tempo, foi começar sem parar mais, essa e a primeira Desventura, a Escolares.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Copista: Uma forma válida de Evolução

Sabe, uma forma de melhorar os próprios desenhos é copiar desenhos de outros. Sério, uma cópia não é uma coisa tão mau quando se faz com essa intenção. Um exemplo é este desenho antigo que fiz de Belldandy do anime Ah! My Goddess: Eu fiz baseado em um bem pequeno que tinha. Não ficou muito parecido, mas gostei do resultado.


Eu tinha uma certa dificuldade de desenhar mulheres e foi com o traço japonês que esse bloqueio acabou. Um dos que me ajudou a superar foi observando o traço de Masami Obari, como comentei quando eu falava de sua versão de Mai Shiranui. Entretanto, ultimamente estou tendo problemas para sair do estilo "mangá" de desenhar. Não estou dizendo com isso que não gosto mais dele, longe disso... é que sinto meio limitado.

Com os seus pontos positivos e negativos, copiar é uma forma bem prática de evoluir nos desenhos, pois quando depois faz os seus próprios nota-se a diferença no ato, que é gritante. O único cuidado que deve tomar é não ficar com o traço viciado, algo que estou no momento. Tem que saber a hora de desconstruir, que acredito que a minha chegou.

Postagens populares